segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Insegurança. '

Você já se sentiu insegura?
Por qualquer bobagem que tenha sido.
Uma matéria na escola que te fará perder ou passar de ano. Aquele ciuminho bobo e incrivelmente inevitável. Que ódio !
O medo de contar algo que poderá transformar a vida de alguém, para melhor ou para pior.
São essas e outras inseguranças que tormentam a nossa vida de uma tal maneira que é capaz de nos levar a loucura.
Mas eu me pergunto. O que seria a minha vida sem elas? Resposta: NADA !
Os melhores momentos da miinha vida vieram a partir de quando essas coisiinhas idiotas apareceram.
Qual seria o melhor sentimento do que o próprio alívio? Alívio de ver na frente do seu nome na lista a palavra 'aprovado'. O sentimento de comemorar com os amigos que caíram na mesma sala! Olha o alívio aí outra vez.
Ou até mesmo aquela insegurança que vc tinha com akele garoto passasse no mesmo instante em que ele te pegasse nos braços olhasse nos seus olhos e te dissesse que você é úniica ! Nada melhor do que esses sentimentos! Por isso a única coisa que eu tenho a dizer é que agradeço por essa tal de insegurança.
Pode vir quantas vezes quizer. Pois estarei pronta pra lidar com todas vocês. E guardar na minha agendinha, a tal chamada memória, mais momentos inesquecíveis e de puro alívio !

domingo, 30 de janeiro de 2011

Primeiro Amor '

O que dizer sobre o primeiro amor?
Nada se compara não é !
Posso dizer que estou vivendo ele agora ..
Mãos suando, pernas que cambaleam quando nossas bocas se encontram .. aquele beijo apaixonado !
Depois de uma briiga, nada melhor do que a reconciliação, parece que qndo brigamos sentimos que nos distanciamos, aí vem o desespero da perda. Sentimento horripilante quando se ama alguém. Nada melhor do que mostrar a pessoa amada que vc num ker que isso aconteça .. o mesmo vale para ambos. Onde vc se entrega mostrando ki o amor que há entre os dois.. vale bem mais do que qualquer briguiinha boba .. Por que brigamos o tempo todo! Fato! Mas nunca deixamos isso falar mais alto, melhor, o nosso amor num deiixa. E estamos bem no mesmo instante que estávamos mal. Como akela chuva de verão que caii num jorro só, mas que depois passa num piscar de olhos, trazendo o sol outra vez, ainda mais ardentee !!